Translate

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

A maravilhosa Baixada Fluminense

Não, não era Angra dos Reis, nem Búzios, nem Campos do Jordão ou Petrópolis. Era Magé, na estigmatizada Baixada Fluminense. Uma linda manhã de domingo, perfeita para constatar em que terra maravilhosa vivemos. Numa caminhada de menos de um quilômetro, um desfile de flores, frutas e cores que só reforçou a certeza de que este país tem tudo para dar certo, basta educar as novas gerações e prender exemplarmente os ladrões, sejam eles de galinha ou de petróleo. Bem, é verdade que se faltar água tudo vai ficar mais difícil, mas quem vê a indigência das frutas em outros países dá mais valor ao Brasil.

A primeira a dar o ar da graça tinha que ser a rainha das frutas, a mais gostosa, a mais nutritiva, a mais democrática: banana, menina, tem vitamina...

Foto: Marcelo Migliaccio

E a segunda não podia ser outra senão a árvore que simboliza tanto o Rio a ponto de dar nome à nossa mais famosa escola de samba. Mangueira recheada de mangas.

Foto: Marcelo Migliaccio

Pausa para olhar para o chão e surge uma perfeita estrela do mar, desenhada pela mão divina da natureza nas pétalas de uma flor que se abria para o sol fenomenal daquela manhã de domingo.

Foto: Marcelo Migliaccio

Ao lado dela, outra obra de arte da natureza: delicadeza e as cores mais lindas que eu já vi.

Foto: Marcelo Migliaccio

Mais frutas. Uma padaria lá no alto. Fruta-pão!

Foto: Marcelo Migliaccio

E quem disse que tangerina não dá no verão? Ou será laranja? Pergunta muito complexa para um ser irremediavelmente urbano responder.

Foto: Marcelo Migliaccio

Na caminhada silenciosa, encontro até um cachorro daqueles de filme mudo. Isso é que eu chamo de um olhar expressionista. Quantos segredos mais esconderá esse recanto bucólico da Baixada Fluminense?

Foto: Marcelo Migliaccio

Para ser feliz na simplicidade não é preciso roubar R$ 100 milhões da Petrobrás...

Foto: Marcelo Migliaccio

Claro, a jaca não poderia faltar. Sempre apodrecendo nos galhos. Ninguém vai fazer um doce de jaca hoje?

Foto: Marcelo Migliaccio

Da maior para a menor: acerola, dentro dos menores frascos, a maior concentração de vitamina C da natureza.

Foto: Marcelo Migliaccio

Essa flor eu nunca tinha visto. É urucum, o famoso corante usado pelos índios! Um misto de flor e fruto, veja só...

Foto: Marcelo Migliaccio

Como é bom ver as flores de braços abertos para o sol!

Foto: Marcelo Migliaccio

Eu nunca tinha visto essa Baixada Fluminense, um lugar muito diferente daquele que conhecemos pelas trágicas páginas dos jornais. Muito prazer!



6 comentários:

  1. Realmente não sabia destas belezas que a discriminação contra a Baixada esconde. Normalmente não se discrimina o que não tem valor comprovado cientificamente...convenhamos, prefere-se ignorar ou desprezar.As fotos estão espetaculares, como sempre. Mas ...é comum haver adversatividades no caminho de qualquer mortal rsrs. Há estudos (se não estou, como de hábito, equivocado rsrs) que desmentem a supremacia acerolana rsrs, senão vejamos: Com um teor de vitamina C que geralmente é o dobro da acerola e seis vezes mais do que a laranja, essa "bolinha de gude" conhecida como CAMU-CAMU(mais uma maravilha amazônica)i tem a força de um canhão. "Não existe outra fruta, conhecida até o momento no mundo, com maior teor de vitamina C do que o camu-camu", confirma a engenheira de alimentos Rosalinda Arévalo Pinedo, que realizou seu doutorado sobre a fruta na Faculdade de Engenharia Química da Unicamp.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beleza, Marcos. Acerola é você-campeã da vitamina C. Valeu!

      Excluir
  2. Esse é o nosso Brasil! Em todos os recantos deste Mega-Pais a beleza da natureza se repete. Linda matéria com mais belas fotos. Viva o Brasil! Viva a mal falada Baixada Fluminense! Yves.

    ResponderExcluir
  3. Tenho um irmão que mora em Guapimirim, ao menos 1 vez por mês vou passear por lá e recarregar as energias para aguentar meu dia a dia na cidade grande.
    Muitas coisas me fascinam por lá, a vida simples e saudável que se leva, os patos e galinhas que meu irmão cria, as cachoeiras, a linda paisagem verde da cidade. etc...
    Cury

    ResponderExcluir
  4. O nosso belo país ainda nao tem um governo a altura.
    O petroleo baixa para menos da metade do preço e a gasolina sobe de preço???
    Isso é cinismo contra nós q a elegemos, acorda Dilma.

    Torelly






















    ResponderExcluir