Translate

sábado, 14 de janeiro de 2012

Grandes encontros da História II

5 comentários:

  1. Pode dizer que sou saudosista ou que parei no tempo... mas, para mim, este aqui não se compara a "Rio", o recente sucesso de bilheterias, todinho feito em computador e tão (mas tão) desprovido de magia.

    ResponderExcluir
  2. Marcelo, essa sessão nostalgia me levou longe.
    Clique no link abaixo (copie e cole) e mate as saudades de boa parte da nata da MPB.

    http://mail.mailig.ig.com.br/mail/?ui=2&ik=017e28af91&view=att&th=134df28ed7f1c117&attid=0.3&disp=vah&realattid=500d9ec1ffa30e37_0.3&zw

    Cury

    ResponderExcluir
  3. Adorei... Vou passar na banca de jornal, comprar uma "revistinha" pra prolongar esse encontro!
    Bjs Isabel Muniz

    ResponderExcluir
  4. Embora eu ainda seja considerada jovem (24 aninhosss), jamais consegui gostar (ainda bem e graças a Deus!) das bobagens "musicais" da moda do meu tempo: axé, pagode, techno brega hum... sertanejo e, pior, da idiotice ou escrotidão ou precariedade... do famigerado e insuportável funk carioca de putaria (desculpe a baixaria que ele provoca ou exige...). Concordo com a Fernanda: este video dá de dez a zero no bobinho, sem alma e tendencioso "rio" (minúsculo, meste caso, e de propósito). Emocionei-me com as belas imagens deste Brasil idílico ou quimérico e com o Zé Carioca. Tenho esta música como uma das mais belas que já ouvi, e samba, somente com bela lharmonia e letra poética, é a minha paixão musical explícita. A confusãoi tipicamente americana de misturar samba com chorinho (a segunda paixão), não invalida ou não diminui a beleza do video.Alíás, adooro a fina flor da MPB , somente a de excelência, e de compositores como Chico Buarque, Gonzaguinha, Caetano, João Bosco, Paulinho da Viola, Cartola, Gilberto Gil, Belchior, Cazuza, Rorô, Lenine, e tantos outros, exclusivamente deste naipe ou desta magnitude. Só me intersso por música que enriqueça meu espírito pois acredito que estamos aqui para aprimorar e evoluir.Menos que isto não preciso e não tenho paciência ou tempo e, francamente, em hipótese alguma estou ou ficaria, ridiculaemente "atoladinha" ou "seguraria o tchan". Infantilóide e patético é o mínimo que posso dizer destas idiotices somoras e divirta-se quem com isto se identifica.Detalhe: sou bem homoradíssima e respeito opiniões divergentes, claro!
    Parabéns pela feliz escolha ou pelo grande encontro qie tive?.
    Verônica

    ResponderExcluir